Câmara Municipal de São Domingos avança com execução fiscal sobre “Sambala” (a nação)

Após vários meses de negociações infrutíferas, e com Jonathan Grepne a residir no Mónaco, a Câmara Municipal de São Domingos resolveu avançar com a cobrança coerciva do Imposto Único sobre o Património nos prédios que compõem o Sambala Resort, em São Francisco. Isto é, através de um anúncio público de execução fiscal, a autarquia avisa, citando o artigo 140 do Código do Processo Tributário, que vai penhorar os apartamentos do Sambala como “garantia e pontual pagamento” de uma dívida do IUP desde 2008 no valor de 45 mil contos (45.060.311$00).

Anúncios